O Brasil tem vergonha de você!

brasil-vergonha3

Se a seleção (futebol, vôlei, basquete, arremesso de celular e etc.) está ganhando, todos gritam “Eu sou Brasileiro, com muito orgulho, como muito amor…”. Se a moeda está estável e valorizada em relação às outras moedas todos resolvem viajar pra Buenos Aires, Bariloche, Miami, New York pra ostentar o poderio econômico “brasileiro”. Quando os telejornais transmitem imagens de guerras, ataques terroristas, desastres naturais e crises epidemiológicas dizimando milhares de vidas em outros países, todos falam “ainda bem que isso não acontece no Brasil”.

Mas basta sinalizar pra uma crise econômica, deflagrar uma denúncia de corrupção e tomar sete gols da Alemanha pra esse mesmo povo começar a dizer “quero ir embora desse país”, “affe, vergonha de ser brasileiro” e etc.

Em meio à revolta, a mundialmente conhecia “memória curta” do brasileiro dá lugar a uma memória muito boa que começa a lembrar que “pagamos os impostos mais altos do mundo”, que “temos os piores e mais caros automóveis do mundo”, que nossos políticos são os “mais caros do mundo”, que o valor da energia elétrica cobrada no Brasil poderia facilmente custear a chegada do “segundo sol” para realinhar a órbita dos planetas.

Não seria ótimo se essa memória estivesse tão boa assim no dia das eleições? Não seria ótimo se essa vergonha repentina pudesse dar forças aos envergonhados para que eles cobrassem dos representantes que ajudaram a eleger uma atitude para começar a mudar o país?

Não seria maravilhoso se as pessoas que ameaçam ir embora do Brasil a cada possibilidade de crise realmente fossem e não voltassem nunca mais? Ou será que elas acham que o Brasil precisa de gente para usufruir do bônus e fugir quando chega a hora do ônus?

Não adianta ficar reclamando do governo nas redes sociais, dizer que não elegeu os governantes e colocar a culpa nos nordestinos e nos pobres pela situação do país. O fato de você não ter feito nada não te torna menos culpado. Não fazer nada e não participar ativamente de nada é se omitir, é permitir que outros façam à sua revelia.

Ser omisso é uma escolha, e toda escolha gera uma semente. Toda semente, sem exceção, gerará um fruto correspondente. Agora estamos colhendo os frutos que plantamos com as sementes que nossas escolhas geraram.

Você pode ficar e ajudar o Brasil a mudar, ou pode ir embora para outro país e continuar reclamando do Brasil. Só não fique aqui se omitindo pra depois querer apontar culpados pela sua insatisfação nas redes sociais do fim do carnaval ao início do natal.

Antes do fim…

Chega o fim de ano e é quase inevitável fazer uma reflexão sobre o ano que está acabando. Durante essa reflexão é normal que lamentemos a dieta não iniciada ou não levada a sério, bens de consumo adquiridos ou não, amizades perdidas ou não feitas, palavras que não foram ditas e outras que era melhor não ter dito. Acredito que a reflexão é uma necessidade e o entendimento (ou não) trará conseqüências para os anos vindouros.

Obviamente já fiz a minha, e a conclusão à qual cheguei através dela não vem ao caso, mas gostaria de deixar algo para que você possa refletir, algo que vai valer não só para o ano vindouro mas para toda a vida:

Se você morresse hoje, como gostaria de ser lembrado pelas pessoas?

De todas as coisas que parecem certas na vida, a mais certa é que um dia todos vão morrer, e a cada dia que passa, estamos mais próximos disso.

Eu gostaria de ser lembrado como uma pessoa que viveu, que foi autentico e criativo, que manteve sua opinião mesmo quando contrária à da sociedade. Uma pessoa que não deixou se influenciar pela opinião alheia, que não permitiu que cerceassem sua liberdade em nome da moral e dos bons costumes, uma pessoa que ligou o botão do FODA-se e foi ser feliz.

Eu gostaria que a trilha sonora da minha vida não fosse cantada pela Zélia Duncan!

Gosto muito de uma frase cuja autoria é atribuída a Chico Xavier (não tenho certeza se é dele mesmo) que diz o seguinte:

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

A coisa mais importante que você possui hoje, é o dia de hoje. O dia de hoje, mesmo que esteja espremido entre o ontem e o amanhã, deve merecer total prioridade. Viva cada momento como se fosse o último, viva sua vida sem medo de arriscar. Viva intensamente, você só tem uma vida pra viver, não perca tempo! Sorria com vontade. Abrace forte. Dance na chuva. Beije como se fosse a última vez. Tudo aquilo que é intenso se torna inesquecível.

Que os amigos lhe perdoem pelas extravagâncias e entendam que você estava apenas vivendo. E que no fim, sua vida não se resuma à palavra “arrependimento”.

Quando o amor próprio dá adeus num motel de beira de estrada…

empresario-flagra-mulher-com-outro-874331

 

Durante esse fim de semana, um vídeo onde uma mulher era pega no flagra em um motel de Curitiba pelo suposto marido correu mais rápido que rastilho de pólvora passando de celular em celular via whatsapp e outras redes sociais. Verifiquei pessoas achando o vídeo “sensacional”, pessoas que apoiaram a atitude do marido de expor seu drama pessoal e a suposta traição da esposa na internet e até mesmo pessoas que apoiavam a atitude da esposa dizendo que o marido mereceu o chifre.

Até onde pude apurar o suposto marido que dizem ser empresário na cidade, após seguir sua esposa, invadiu um motel situado na rodovia BR 277 nas imediações de Curitiba e pegou sua digníssima no flagra em pleno ato sexual. Indignado com a situação, o mesmo fez um vídeo e divulgou na internet. No vídeo uma mulher aparece nua em um suposto quarto de motel, aparentemente ébria ela mal consegue reagir aos insultos do marido, e quando tenta recebe alguns safanões.

“No motel, com outro, pelada. Em um motel de quinta categoria que custa R$ 30 a pernoite. O que eu fui fazer da minha vida? Com dois filhos. Uma pessoa que eu dediquei minha vida inteira, dez anos da minha vida. Pega meu dinheiro pra ir para o motel com outro cara?” Assim dizia o suposto marido traído enquanto filmava a esposa traidora em situação constrangedora.

Esse vídeo foi disponibilizado na rede via whatsapp pelo suposto marido traído que ainda divulgou fotos em seu perfil no facebook e também no perfil da esposa acompanhado da seguinte frase:

“Acabei de pegar minha mulher no motel com outro cara! Mulher que dediquei 10 anos da minha vida. Meus amigos sabem tudo o que podia e não podia”

Antes de seguir com minha reflexão, é preciso dizer também que, de acordo com internautas que afirmam conhecer o casal, ambos já estavam separados e o marido teria armado esse flagra com intenção de difamar a esposa obtendo assim vantagem em uma suposta ação pela guarda dos filhos.

Vídeos e fotos ainda estão disponíveis na internet, assim como a identidade dos envolvidos. Identidades essas que prefiro não divulgar para evitar expor ainda mais os envolvidos. Resolvi abordar esse tema, não pelo escândalo que o envolveu, mas sim, pela situação dramática dessa família que acabou se transformando num show para os internautas.

Levando em consideração que o vídeo seja de fato um flagrante real e não um flagra premeditado como algumas pessoas suspeitam, fui obrigado a refletir sobre algumas coisas.

Estaríamos nós diante de um verdadeiro drama familiar, de uma família da classe média alta curitibana. Não consigo enxergar graça ao ver um casamento de 10 anos que produziu dois filhos indo por água abaixo num motel de beira de estrada. É difícil até imaginar o que sentiria na posição de traído numa situação dessas. Anos de dedicação se transformando em nada com um simples “arrombar” de porta, e aquela pessoa que você tanto amava vira algo que para você é indescritível, asco, nojo, ódio. Um mix das mais terríveis sensações toma conta de você naquele momento e graças aos valores familiares que você ainda mantém a vontade de matar e a sede de sangue são rapidamente descartados de sua mente. Raras são as situações como essa que acabam em vídeos divulgados em redes sociais. A grande maioria desses casos acaba mesmo nas seções policiais dos jornais e telejornais. Mesmo sem um fim trágico para saciar o desejo dos apresentadores de programas policiais sensacionalistas, esse caso reforça ainda mais a certeza de uma tragédia eminente. A morte dos valores familiares, dos valores morais e até mesmo do amor próprio parecem certos cada vez que um desses casos vem à tona, já que certamente é preciso ter 0,0% de amor próprio para ter coragem de divulgar um vídeo que te possibilita concorrer (e provavelmente sagrar-se ganhador) ao prêmio de corno 2.0 do ano no youpix.

Casamento e filhos nunca foram certificados de garantia de amor eterno, mas sempre foram motivos para contar até 10 antes de cometer uma cagada. Ultimamente não estão servindo nem mesmo para isso. As pessoas se casam e se separam com tanta rapidez que casamento, noivado e namoro se confundem com um simples “ficar”. Seria fácil criticar e colocar toda a culpa na mulher traidora apenas assistindo a esse vídeo, mas não é bem assim que a coisa funciona. Casamento, acima de tudo é aprendizado, é aprender a superar os defeitos e realçar as qualidades do companheiro (a), e é uma obra que se constrói diariamente e apenas em conjunto. Ninguém constrói ou destrói um casamento sozinho, se a mulher teve culpa, o marido, de alguma forma, em algum momento, também teve sua parcela de culpa.

O drama familiar vivido por essa família de Curitiba e divulgado através de um vídeo, não deveria servir somente para saciar os sedentos por desgraças alheias, nem mesmo para agradar os que procuram apenas uma “mulher gostosa pelada” vagando pela net. Esse vídeo deveria servir para que as pessoas percebessem o pouco caso que estão dando para valores familiares, e o pouco caso que estão dando para a palavra “amor”.

Se fosse divagar sobre as diferenças entre amor e os outros sentimentos, que hoje são facilmente confundidos, levaria horas aqui. Por isso, resolvi fazer uso de um trecho de uma musica de Roberto Carlos (breguísses à parte, o cara sabe falar de amor) que descreve bem o amor. Ame mais, não só os outros, mas preferencialmente você mesmo, pois só quando aprender o que é amor próprio você poderá dar amor a alguém.

 

O amor é energia, é luz
Que ilumina a alma
É a força de dois corações
Que traz a paz e acalma

Diferente da paixão
O amor é um sentimento
Está acima da razão
E do passar do tempo

(Trecho da música “o Amor é Mais” de Roberto Carlos)

 

Agora, desliga esse computador e vá lá dar um abraço em quem você ama!Mostre pra sua família o valor que ela tem para você…

Concorda com esse texto? Discorda? Deixe seu comentário ;-)